novembro 26, 2002
Meu dia foi como o show do Sigur Ros no Free Jazz do ano passado. Sinto-me fazendo músicas para samambaias, como bem definiu a Flávia naquela ocasião. Não aguento mais releases cretinos. Produção em série de cultura trash. Não sou convincente e não tente me persuadir. Saco de vida que precisa desse papel imundo para sobreviver. Eu bem que poderia estar em Plutão uma hora dessas....


*dona cartolina* às 7:55 da tarde

novembro 20, 2002
Testes!





Faça você também Que
gênio-louco é você?
Uma criação de O Mundo Insano da Abyssinia



*dona cartolina* às 9:36 da tarde

Luiz pede para avisar que Revista Zero # 4 já está nas bancas.
*dona cartolina* às 6:21 da tarde

novembro 18, 2002
Acabei de ler em uma das 5459843546 listas que assino:

Radiohead está nos planos do evento

Fonte: Folha

E mais uma vez as velas estão acesas para que a expectativa por grandes shows internacionais se concretize. No começo deste ano, o público brasileiro já se preparava para recepcionar Pearl Jam, Radiohead, Lenny Kravitz e U2, eleitos em um sistema de votação via internet que seria seguido pela cervejaria Kaiser.

Após a alta do dólar e reviravoltas na economia brasileira, as metas foram revisadas, e a companhia conseguiu trazer Rush, Red Hot Chili Peppers e Roger Waters, artistas de grande apelo por aqui, mas viu o restante da lista ser trocado por Kansas, A-ha e Nightwish, que dificilmente figurariam como atrações de primeiro time.

Mas o diretor de marketing da companhia, Júlio Cesar Gomes Pedro, 35, confia que 2003 será um ano sem tantos sobressaltos e prevê que o Kaiser Music receba "três ou quatro shows grandes".

Entre os nomes que fazem parte dos planos estão Aerosmith, U2 e Paul McCartney, além do Radiohead, que é considerada uma banda de porte médio, por atrair um público de cerca de 10 mil pessoas. O grupo, ao contrário dos outros citados, nunca se apresentou antes por aqui. Segundo Júlio Pedro, as negociações para uma turnê brasileira desses artistas ainda não foram iniciadas.

O orçamento para o Kaiser Music do ano que vem está estipulado em R$ 190 milhões e prevê ainda valorização de eventos envolvendo grupos nacionais e um concurso de bandas para revelar novos nomes no cenário nacional. É possível também que Belo Horizonte seja incluída como quarta praça, junto com São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre.

Se o Radiohead vier eu agarro este Júlio ;)
*dona cartolina* às 7:39 da tarde

As aventuras de meu namorado em Chicago

Voltou a nevar. Eu tinha visto neve no Chile, mas nunca tinha apertado com a mão. É exatamente igual àquele gelo que fica no congelador, sabe? Se você olhar bem de perto, são cristais iguais aos que aparecem na TV. Mole, legal de brincar. Tirei uma foto de uns moleques atacando um no outro, como nos filmes: isso foi legal!

E eu aqui... preparando telejornal...

Saco :/
*dona cartolina* às 7:30 da tarde

Acabei de ver no blog do Diego, amigo da , a notícia mais revoltante do universo. Enfureça-se:

Caetano Veloso diz ao New York Times que quer gravar Kurt Cobain em próximo disco

da Redação

O cantor Caetano Veloso declarou em entrevista ao New York Times que seu próximo disco deve ser todo dedicado a músicas pop em inglês.

"Teria um pouco de tudo, de Cole Porter a Kurt Cobain, ou pelo menos Prince", disse o cantor em entrevista publicada pelo jornal americano neste domingo (17)

"Algumas músicas eu quero fazer só com violão, outras com uma banda inteira", completou.

"Adoro algumas daquelas músicas que o Harry Belafonte cantava, eu também nunca cantei nada do Leonard Cohen. Quem sabe? Eu poderia até fazer algo como 'Diana' do Paul Anka".

Caetano está em Nova York para apresentar dois shows de seu disco "Noites do Norte".

Na extensa reportagem dedicada ao cantor, Caetano é chamado de "força cultural indelével no país (Brasil), desde os anos 60".

Esta não seria a primeira vez que Caetano grava compositores pop internacionais. O cantor já gravou músicas dos Beatles, Michael Jackson e Bob Dylan, entre outros.

Leia no UOL a íntegra da reportagem traduzida do New York Times:
http://www.uol.com.br/times/nytimes/ult574u2326.shl



Meus calmantes!!! Onde estão meus calmantes?!?!?!

*dona cartolina* às 7:12 da tarde

Ei,

Sabe aquele post que fiz há algum tempo, chamado "Meu momento Rappa"? Então, eu esqueci de deletá-lo! Ele era, na verdade, o rascunho de uma crítica que fiz para acompanhar umas imagens de um trabalho de fotojornalismo. Tirei fotos de mendigos e cachorros de madame, de modo que disponibilizei essas imagens alternadamente em um catálogo tosquíssimo.

Não era pra entrar aqui! É que na faculdade os laboratórios de informática são divididos entre os que possuem internet e os que não possuem. E quem escolhe o que tem internet não pode usar o explorer. Um saco. Para disfarçar, fiz o texto no blogger.

Bem.... saiu a nota. O professor deu 10 para minhas fotos mas achou o texto ruim pra caralho, hehe. Ele queria uma matéria e eu fiz "aquilo"... Ri muito com o comentário dele...
*dona cartolina* às 7:01 da tarde

novembro 17, 2002
Fábio chegou bem em Chicago. Falou que a temperatura está apenas -1ºC. E neva. Pô, deve ser legal isso, não?

Passarei a tarde fazendo trabalho sobre assessorias de imprensa. Um ótimo programa para um domingo ensolarado como este. Poderia ser melhor se minha irmã desligasse o rádio, ou ao menos mudasse de estação. A música que ouço agora é uma repetição chata e medonha de "NA MORAL, NA MORAL.... NA MORAL, NA MORAL".

Espero nunca descobrir que banda toca essa COISA. Arruinarei sua carreira. Putos.
*dona cartolina* às 12:11 da tarde

Meu Deus, olhe até que ponto cheguei:

http://www.uol.com.br/iching/

E a madrugada segue lenta...
*dona cartolina* às 12:49 da manhã

Já me desacostumei a ser só. Não dá para dormir, não quero ver TV e todas as músicas que ouço me lembram você.

Isso porque ele só foi viajar. Imagine se tivéssemos terminado o namoro?
*dona cartolina* às 12:21 da manhã

Alguém me ajude! Preciso ouvir estas versões exclusivas do Belle and Sebastian!

Não consigo abrir em meu pc. Vou morrer.
*dona cartolina* às 12:03 da manhã

novembro 16, 2002
Tô começando a ficar com raiva dos malditos sábados à noite...
*dona cartolina* às 11:39 da tarde

M&O - MÚSICA E OPINIÃO

A revista M&O é uma publicação da Net Records, do RJ. A primeira edição conta com a colaboração de dois ruidentos: Fábio Carbone (tb conhecido como meu namorado) e Tiago Velasco.

O trabalho dos caras ficou bacana e a proposta é bem legal. A revista vem com um cd e vc pode escolher a banda que preferir: Karnak, Lobão, Vulgue Tostoi, Hip Hop Rio, etc. Eu e o Fábio escolhemos o Karnak e nos matamos de rir com as letras dos caras. Nunca dei muita bola para esta banda, mas, pô, eles são engraçados pra kct!

As águas é que são felizes
Não precisam de visto para entrar no país


Está dado o toque. Além da Frente e da Zero, eis aí mais uma publicação para acrescentar esta vida duuuura que é gostar de música de qualidade.
*dona cartolina* às 11:10 da tarde

Vou esquentar os pães, seus dedos
Até de manhã
Vou esquentar os pães, seus dedos
Na vida, tenho muito o que dançar
Para aguentar o peso
Por que vc não quer ficar tranquila um pouco?
Seu rosto é mais bonito rindo...


Otto é foda. Tô me lixando pra essa imprensa chata e panelinha. Otto é F-O-D-A!
*dona cartolina* às 10:57 da tarde

Bem, é quase meia-noite e estou aqui, bêbada de lágrimas e solidão. Ouço R.E.M e penso que esta banda é a mais foda do mundo, simplesmente por estar aqui comigo agora.

Meu namorado está longe, bem longe daqui. Definitivamente, despedidas em aeroportos são cenas tristes demais e eu não sou forte o bastante para aguentar abraços demorados e nó na garganta.

Eu quero gritar e correr e chorar!

Eu quero ele aqui.


*dona cartolina* às 10:46 da tarde

novembro 05, 2002
Já falei de meu novo projeto? Dentro de alguns meses me tornarei uma artista plástica.

Tá rindo do quê?

Já que montar uma banca de jornal é algo impossível no momento, vou fazer uns cursos gratuitos de enfeitar coisas bestas para depois vendê-las por R$54,99 na Benedito Calixto. Comercializarei arte. Pode me chamar de Andy Warhol.
*dona cartolina* às 12:35 da tarde

novembro 04, 2002
NÃO TENHO NADA PARA ESCREVER AQUI.

Sinto-me observada demais. Meu blog está tímido, desculpe.
*dona cartolina* às 9:26 da tarde